As especificações do HTML5 estão, enfim, completas

(54) 3329-1140
contato@i9website.com.br

As especificações do HTML5 estão, enfim, completas

Foram pelo menos dez anos de trabalho, mas aí está: as especificações do HTML5, finalmente, estão terminadas.

 

Por estar completo, a versão passa a ser, oficialmente, uma recomendação do World Wide Web Consortium (W3C).

Você deve ter ouvido falar tanto desta linguagem de marcação que pode estar se perguntando: o HTML5 já não estava pronto? Quase.

Os navegadores atuais suportam há algum tempo boa parte dos recursos do padrão, mas alguns detalhes ainda estavam pendentes.

A implementação de elementos – como <video> e <audio> – e o suporte a APIs que permitem a inserção de vídeo e áudio nas páginas sem a necessidade de extensões são um dos principais avanços.

Sim, é quase um adeus ao Flash.

Outros recursos incluem renderização de formas em 2D a partir do elemento <canvas>, integração com o MathML para exibição de notações matemáticas, suporte nativo ao padrão SVG e compatibilidade com recursos de acessibilidade.

Para chegar até aqui, o caminho foi longo: além das discussões e do desenvolvimento em si, cerca de 100 mil testes dos mais variados tipos tiveram que ser feitos com o HTML5, trabalho que levou à identificação de mais de 4 mil problemas.

É difícil dizer se estes fatores justificam tamanha demora na finalização das especificações.

Fato é que, em determinado momento, o processo todo parecia tão complexo que algumas previsões apontavam que a recomendação oficial só sairia depois de 2020.

Felizmente, em setembro de 2012, o W3C anunciou um plano que levaria à conclusão do HTML5, no mais tardar, para o final de 2014. Dito e feito.

Com o reconhecimento oficial, é de esperar que a adoção do HTML5, que já estava bastante difundida, se acentue ao ponto de a linguagem se tornar, de fato, uma tecnologia predominante na web.

Fonte: tecnoblog